FVS-RCP apresenta experiência do Amazonas no enfrentamento à febre do Oropouche em simpósio na Bahia

Experiência destaca ações diante de caso confirmado

FVS-RCP apresenta experiência do Amazonas no enfrentamento à febre do Oropouche em simpósio na Bahia Foto: Anne Alves/FVS-RCP Notícia do dia 18/06/2024

Com a expertise de enfrentamento à Febre do Oropouche realizada no Amazonas, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), apresenta, nesta segunda-feira (17/06), a experiência do Amazonas em ações diante de casos confirmados da doença, em Salvador, na Bahia.

 

O relato de experiência ocorre durante o 1º Simpósio sobre a Febre do Oropouche - Bahia 2024, realizada pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), por meio do Centro de Operações de Emergência de Saúde Pública para Dengue e outras arboviroses  (COE Bahia), ação coordenada nacionalmente pelo Ministério da Saúde (MS).

 

De acordo com a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, o Amazonas compartilha as experiências com o objetivo de contribuir e fortalecer o enfrentamento à Febre do Oropouche. “Para reduzir a possibilidade de avanço de casos da doença, a FVS-RCP apresenta as ações que foram realizadas, incluindo monitoramento epidemiológico dos casos da doença”, destaca.

 

Apresentando a expertise para outros estados brasileiros pela segunda vez, o responsável pela vigilância epidemiológica na FVS-RCP, Alexsandro Melo, destaca a importância da troca de experiências. “Já apresentamos o enfrentamento à Febre do Oropouche em Reunião Conjunta das Câmaras Técnicas de Epidemiologia. Esses encontros fortalecem as estratégias de todos os estados”, disse.

 

A apresentação da experiência do Amazonas também será realizada pela médica infectologista da Fundação de Medicina Tropical - Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e pesquisadora da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Maria Paula Mourão.

 

Simpósio

O 1º Simpósio sobre a Febre do Oropouche - Bahia 2024 é uma realização Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab),  por meio do Centro de Operações de Emergência de Saúde Pública para Dengue e outras arboviroses  (COE Bahia), uma estrutura organizacional que tem como objetivo promover a resposta coordenada por meio da articulação e da integração dos atores envolvidos.

 

A estruturação inclui a análise de dados e de informações para subsidiar a tomada de decisão dos gestores e técnicos, na definição de estratégias e ações adequadas e oportunas para o enfrentamento de emergências em saúde pública.

 

Participam da iniciativa a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), Ministério da Saúde (MS) e Instituto Evandro Chagas (IEC) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

 

Tags: